Aplicações no Tesouro Direto atingem recorde em março

Os títulos mais demandados pelos investidores no mês passado foram os vinculados à taxa Selic (juros básicos da economia), que concentravam 43,5% das vendas


Geral - 21/04/2017
Créditos: Foto/Divulgação
    A venda de títulos públicos a pessoas físicas pela internet atingiu recorde em março. Segundo números divulgados ontem (20), pelo Tesouro Nacional, as vendas somaram R$ 2,648 bilhões no mês passado, o maior montante mensal desde a criação do Programa Tesouro Direto, em 2002.
    O recorde anterior havia sido registrado em janeiro deste ano, quando as vendas tinham totalizado R$ 2,474 bilhões. Os títulos mais demandados pelos investidores no mês passado foram os vinculados à taxa Selic (juros básicos da economia), que concentravam 43,5% das vendas.
    Os papéis corrigidos pela inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) representaram 39,9% do total. Os títulos prefixados, com juros definidos no momento da emissão, corresponderam a 16,6%.
    Os investimentos de menor valor continuaram a liderar a preferência dos aplicadores. As vendas abaixo de R$ 5 mil concentraram 61,2% do volume aplicado no mês. Em março, o número de investidores ativos (que efetivamente possuem aplicações) subiu 19.566, alcançando 461.535, alta de 68,3% nos últimos 12 meses.
    Com o resultado de março, o estoque de títulos públicos aplicados no Tesouro Direto subiu 1,5% em relação a fevereiro, alcançando R$ 43,6 bilhões. A variação do estoque representa a diferença entre as vendas e os resgates, mais o reconhecimento dos juros que incidem sobre os títulos.
    Em março, os resgates somaram R$ 2,383 bilhões, dos quais R$ 838,8 milhões foram relativos a recompras (quando o Tesouro recompra títulos em circulação) e R$ 1,544 bilhão, aos vencimentos (quando o prazo do papel acaba e o Tesouro paga os investidores).

[Fonte:   Agência Brasil ]
Clique aqui para comentar
Para comentar, você deve estar conectado à uma dessas contas:



Comentários
Os comentários não representam a opinião do Grupo Redesul. A responsabilidade é do autor da mensagem.